terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Museu do Folclore recebe neste domingo 13 Folias de Reis, na 23ª Chegada das Bandeiras

Encontro acontece no domingo (26), das 9h às 17h, no Museu do Folclore
Foto:
Paulo Amaral/FC
CR
Cinquenta dias depois de dar início às manifestações do Ciclo de Natal e abertura do presépio, o Museu do Folclore de São José dos Campos recebe domingo (26), das 9h às 17h, a 23ª Chegada das Bandeiras, com a participação de 13 Folias de Reis (São José, Caçapava, Jacareí, Paraibuna, Franco da Rocha/SP e São Lourenço/MG). O encontro é aberto ao público e marcará o encerramento das manifestações e do fechamento do presépio.

A tradicional benção das bandeiras (cada folia tem a sua) ocorrerá logo após a realização de uma missa, às 11h, que será celebrada pelo padre missionário Marcos Aurélio Guimarães Rabello, da paróquia São Benedito, do Alto da Ponte. “Mais uma vez o Museu do Folclore contribui para a realização dessa importante manifestação religiosa, estudada pelo folclore”, enfatiza a folclorista Angela Savastano.

“Apesar de o Museu do Folclore oferecer toda a estrutura para este encontro, as grandes protagonistas deste momento são as próprias Folias de Reis. Cada folia tem um coordenador, um mestre, e algumas têm até a figura do contramestre. Elas têm características próprias na maneira de se manifestar, de se vestir, nos instrumentos musicais utilizados e nas músicas que cantam”, ressalta Angela.

Folias participantes

São José dos Campos: Cia de Reis Esplendor do Oriente (Jardim Satélite), Irmandade Santos Reis (Parque Novo Horizonte), Folia de Reis Três Reis Estrela do Oriente (Vila Terezinha), Folia de Reis de Santana (Santana), Folia de Reis Estrela de Belém (Jardim Telespark), Folia de Reis do Mestre Zé Mira (Putim), Folia de Reis Bom Jesus do Buquirinha (Buquirinha) e Folia de Reis São Vicente de Paula (Vila São Geraldo).

Caçapava: Folia de Reis da Paroquia da Nossa Senhora da Boa Esperança. Jacareí: Folia de Reis Filhos do Oriente. Paraibuna: Folia de Reis Alferes Bento. Franco da Rocha (SP): Cantadores da Estrela. São Lourenço (MG): Folia de Reis Nossa Senhora Aparecida.

Desmontagem do presépio

Nair se diz emocionada por montar presépio
Foto:
Paulo Amaral/FCCR
Desde sua abertura, no dia 8 de dezembro, o presépio do Museu do Folclore foi visitado por pouco mais de 1.200 pessoas. Este ano ele foi montado pela joseense Nair Martins de Souza, 50 anos, costureira moradora no bairro de Santana. “Há nove anos em monto presépio em casa e dessa vez fiquei emocionada por ter a oportunidade de também montar o presépio do Museu do Folclore”, destaca.

O presépio foi montado no lado externo do museu e esta é a última semana que ele estará aberto para visitação, de terça a sexta (21 a 24), das 9h às 17h, no sábado (25), das 14h às 17h, e no domingo (26), das 9h às 17h.

Exposição é prorrogada

Exposição ainda pode ser visitada
A exposição temporária As Folias de Reis e o Museu do Folclore, aberta juntamente com o início do Ciclo de Natal, também seria encerrada no dia 26, mas foi prorrogada para o dia 2 de fevereiro. A mostra faz uma homenagem aos grupos de Folias de Reis que já passaram pelo Museu do Folclore desde 1997, durante as manifestações do Ciclo de Natal.

Na exposição é possível conferir bandeiras, vestimentas, instrumentos, máscaras e outros adereços utilizados pelos grupos de folias. Alguns desses objetos fazem parte do acervo do Museu do Folclore e outros foram emprestados para a exposição, que também homenageia o mestre Sebastião Marcolino, que por mais de 65 anos conduziu a Folia de Reis Estrela Guia.

A visita pode ser feita de terça a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 14h às 17h. Neste domingo (26), em particular, ela poderá ser visitada das 9h às 17h.

Museu do Folclore de São José dos Campos
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana
(12) 3924-7318 / 3924-7354 – www.museudofolclore.org

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

CECP aprova projeto junto à Secretaria de Cultura para modernizar acervo do museu

Visitantes observam 'Casa da Farinha' na Sala das Tecnologias
O Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP) conseguiu aprovar no final do ano passado, junto à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo estadual, projeto de modernização do acervo do Museu do Folclore de São José dos Campos, que está sob sua gestão. A aprovação se deu por meio do Programa de Ação Cultural (Proac), que prevê o repasse de recursos financeiros para execução do projeto, no prazo de dez meses.

Um dos principais pontos da proposta aprovada está relacionado ao atendimento na exposição de longa duração do museu, que passará a contar com audioguias (em português, inglês e espanhol) e um vídeo narrado em Libras, destinado especialmente para pessoas com deficiência auditiva e visual.

A modernização também chegará à biblioteca do museu (especializada em cultura popular), que terá novo mobiliário, computadores e livros. Além disso, 93 vídeos do seu arquivo (todos ligados à cultura popular) serão editados para posterior veiculação no site e redes sociais (Youtube, Facebook e Instagram) do museu.  

História

O Museu do Folclore foi criado pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo em 1987, atendendo sugestão da extinta Comissão Municipal de Folclore. Doze anos depois, a gestão do museu passou a ser feita pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CEPC), organização da sociedade civil sem fins lucrativos, criada em 1999.

Entre outros projetos, a instituição é responsável pela montagem da atual exposição de longa duração do museu e pela criação da biblioteca especializada em cultura popular, que recebeu o nome da folclorista, pesquisadora e escritora Maria Amália Correa Giffone, que doou todo seu acervo particular ao espaço.

Acervo

A biblioteca possui um acervo com mais de dois mil livros especializados, hemeroteca, CDs e discos em vinil de ritmos populares, periódicos e vídeos de manifestações folclóricas da região. Entre seus títulos é possível encontrar todas as 25 edições da Coleção Cadernos de Folclore, publicação que resulta de parceria entre o CECP e a Função Cultural para divulgação de pesquisas na área da cultura popular.

A exposição do Museu do Folclore pode ser visitada de terça a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 14h às 17h. Já a biblioteca, de segunda a sexta, das 9h às 17h. Para empréstimos de livros, CDs e DVDs, é necessário fazer um cadastro, com apresentação de um documento com foto.

Centro de Estudos da Cultura Popular
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana (Parque da Cidade)
(12) 3924-7318 e 3924-7354

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Museu do Folclore cria site com galeria virtual para dar visibilidade ao artesanato tradicional

Site não é de venda, apenas expõe os objetos produzidos
Salvaguardar a sabedoria popular manifestada no artesanato tradicional, bem como colaborar para a viabilidade financeira do que é produzido, respeitando as origens, habilidades e técnicas dos seus autores. Estes são os objetivos que norteiam o site Galeria dos Fazeres, criado pelo Museu do Folclore de São José dos Campos.

Apesar de expor, virtualmente, diferentes produtos artesanais, a galeria não é um site de venda. Para adquirir algum objeto exposto, o interessado deve fazer contato direto com o artesão para definir valor, forma e prazo de pagamento e entrega do produto (na página de cada artesão é possível encontrar número de telefone e alguns têm perfil no Facebook).

Até o momento, o site destaca sete artesãos (Ana Aparecida Lobo de Oliveira, Benedito Domingos dos Santos (Benê), Eunice Coppi, Marco Antônio da Cosa (Tata Orokzala), Fátima Aparecida dos Santos, Lídia Jovina Pires da Silva e Luzia Faria Rodrigues Pereira), mas novos serão inseridos à galeria nos próximos meses.

O site já está ativo e mais informações podem ser obtidas pelo telefone (12) 99737-6157 ou pelo e-mail galeria@museudofolclore.org 

Gestão

O Museu do Folclore foi criado em 1987 pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo e é gerido pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que atua na área desde 1999.

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana (Parque da Cidade)
(12) 3924-7318 / www.museudofolclore.org