terça-feira, 20 de novembro de 2018

Abertura do presépio do Museu do Folclore, dia 2 de dezembro, marca o início do Ciclo de Natal

Cia Esplendor do Oriente, do Jardim Satélite,
participou da abertura do presépio no ano passado
Foto: Paulo Amaral
O presépio do Museu do Folclore de São José dos Campos será aberto no dia 2 de dezembro, às 14h, marcando o início do Ciclo de Natal, que se estenderá até o dia 27 de janeiro de 2019. A data também marcará os 31 anos de criação do museu. O presépio, que ficará exposto no lado externo do museu, será montado por Maria Aparecida Ferreira (67 anos), nascida em São Bento do Sapucaí e moradora em São José há um bom tempo.

A montagem, abertura e fechamento do presépio do Museu do Folclore são consideradas manifestações da cultura popular e já se tornaram uma tradição para os mais religiosos e devotos de Santos Reis. Na abertura estarão presentes os grupos Cia Esplendor do Oriente (Jardim Satélite), Cia. de Reis Estrela de Belém (Jardim Telespark) e Folia de Reis São Vicente de Paula (Vila São Geraldo).

Segundo Maria Aparecida, ela sempre gostou de montar presépio, pois quando era pequena ajudava sua mãe com os preparativos. “Minha mãe sempre montou presépio na nossa casa e foi com ela que eu e meus irmãos aprendemos. Por isso eu não deixo faltar o presépio na minha casa. Este ano resolvi aceitar o desafio de montar o presépio do Museu do Folclore”, diz Maria.

O presépio que será montado por ela, a partir do próximo final de semana, terá peças do acervo do próprio Museu do Folclore e terá muitas flores naturais. Depois de montado e aberto, o presépio ficará exposto em um pequeno abrigo que poderá ser visitado nos mesmos dias e horários de funcionamento do museu.

O Museu do Folclore de São José dos Campos é ligado à Fundação Cultural Cassiano Ricardo e sua gestão é feita pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana
(12) 3912-7024 / www.museudofolclore.org

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

‘Museu Vivo’ reúne domingo representantes da cultura popular, pela terceira vez neste mês

Zé da Viola é um dos representantes 
que participa do 'Museu Vivo' de domingo
Pela terceira vez, neste mês, representantes da cultura popular regional se reúnem no Museu do Folclore de São José dos Campos, neste domingo (18), para participar do programa Museu Vivo. A atividade é aberta ao público e acontece todo domingo à tarde, das 14h às 17h, na área externa do museu, nas áreas de artesanato, culinária e música.

Este último segmento, inclusive, é o que mais chama a atenção das pessoas, não só pelo estilo característico da música sertaneja, mas também por quem a executa. No domingo, o representante convidado é o mestre Zé da Viola, um velho conhecido do gênero, de muito saberia popular e muita história para contar e cantar.

Zé da Viola é joseense e aprendeu a tocar viola aos 8 anos de idade, olhando seu pai tocando nos grupos de Folia de Reis, Catira e Dança de São Gonçalo. Aos 14 anos formou uma dupla com o irmão Edgar (eram cinco irmãos na família) e aos 16 aprendeu o nome das notas musicais e começou a compor as próprias músicas.

Adauto Lourentino
O pernambucano Adauto Lourentino mora há mais de 30 anos em São José e sua sabedoria popular dá uma lista de doces: cocada de coco com beterraba, com cenoura e leite moça, doce de leite, doce de mamão verde com cocô, paçoca, doce de goiaba, entre outros. No domingo fará cocada de coco com cenoura e com beterraba, além de cocada tradicional.

Atualmente, Adauto trabalha com a produção dos doces que produz e que aprendeu a fazer com sua avó Josefa, ainda em Pernambuco. Sua esposa, Marlene, e alguns dos seus 14 filhos também o ajudam, tanto na produção, como na venda.

Cibeli Granato
Na área do artesanato, a representante é Cibeli Aparecida Granato, também joseense de nascimento. Ela aprendeu a fazer peças de artesanato numa época de dificuldades financeiras. Durante o ‘Museu Vivo’ vai demonstrar sua sabedoria na confecção de terços, mas também faz decoração em garrafas, em caixas e porta-retratos de madeira MDF, além de taças e copos de vidro.

O Museu do Folclore de São José dos Campos é ligado à Fundação Cultural Cassiano Ricardo e sua gestão é feita pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), organização da sociedade civil sem fins lucrativos, com sede em São José dos Campos.    

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana
(12) 3924-7318

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Fundação Cultural começa a discutir a adoção de um Sistema Municipal de Museus

Museu Municipal, no centro da cidade, recebe visitantes
Foto: Paulo Amaral/FCCR 
A Fundação Cultural Cassiano Ricardo começou a discutir, no último dia 6 (terça-feira), a implantação de um Sistema Municipal de Museus, envolvendo os gestores dos quatro museus públicos da cidade (Museu Municipal, Museu do Folclore, Museu de Arte Sacra e Museu de Esportes). Este é o primeiro de outros encontros que serão realizados para discutir o assunto e o próximo está previsto para o dia 4 de dezembro.

A tônica dessa primeira reunião girou em torno da economia que pode ser gerada a partir da unificação de alguns serviços comuns a todos os museus, como catalogação de acervos, material de divulgação, museologia, conservação, restauro e cursos técnicos para as equipes. Também foi discutida a criação de projetos voltados para públicos especiais, com a contração, por exemplo, de um serviço de tradução em Libras.

Hoje, cada museu trabalha de forma individual, visando encontrar soluções para suas necessidades e demandas. Com a adoção de um sistema unificado, a Fundação Cultural também quer dar mais eficiência aos serviços executados e de atendimento ao público visitante de cada unidade.

Dos quatro museus públicos, apenas o Museu do Folclore (cultura popular) tem sua gestão feita por uma organização da sociedade civil, o Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP). Os museus Municipal (artes plásticas) e de Arte Sacra são geridos diretamente pela Fundação Cultural e o Museu de Esportes pela Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida.

Quinto museu público

No último dia 9, a Prefeitura de São José entregou à população o quinto museu público da cidade, o Museu Interativo de Ciências, na Vila Industrial (região leste), batizado de ‘Casa do Saber Marechal Aviador Casimiro Montenegro Filho.

O novo museu segue o formato do projeto Catavento, de São Paulo, e possui mais de 50 atrações disponíveis para os visitantes. A gestão é feita pela Secretaria de Educação e Cidadania, que também será convidada a participar das próximas reuniões.

Endereços

Museu Municipal de SJC 
Praça Afonso Pena, 29 – Centro
Terça a sexta, 9h às 18h, sábados, 9h às 13h
(12) 3921-7587 – www.fccr.sp.gov.br 

Museu de Arte Sacra de SJC
Travessa Chico Luiz, 67 – Centro
Terça a sexta, 9h às 17h, sábados, 9h às 14h
(12) 3921-7226 – www.fccr.sp.gov.br   

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana
Terça a sexta, 9h às 17h, sábados e domingos, 14h às 17h
(12) 3924-7318 – www.museudofolclore.org 

Museu de Esportes
Rua Ana Gonçalves da Cunha, 340

Estádio Martins Pereira (Portão 2) – Jardim Jussara

Segunda a sexta, 9h às 12h e 13h às 16h


Museu Interativo de Ciências 
Rua Felício Savastano, s/n/º – Vila Industrial

Segunda a sexta, 8h às 12h e 13h às 16h30 (escolas); e sábado, 9h às 13h (1 kg de alimento não perecível, para doação ao Fundo Social de Solidariedade)

(12) 3901-2000